Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos










“A TARDE”.

(Prosa poética).

 

 

Na tarde triste...

Um céu azul alaranjado,

As andorinhas faziam verão

O mar um azul turquesa

Mil flores no caramanchão;

Alguns barquinhos velejavam

O vento soprava quente

Floria o pé de algodão...

A abelhinha pousava

Misturando os polens das flores;

Os colibris meus amores

No campo o cheiro das flores...

As ondas se agitavam

A areia branca brilhava

À tarde que começou triste

Aos poucos me alegrava...

O vento entre as paineiras,

As palhas se balançavam

A natureza era viva...

A mão de Deus a tocava

Meu coração solitário;

Dentro do peito cantava!






 

Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 19/11/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras