Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos










“TARDE TRISTE”.

         

 

 

Torrencialmente chovia

A relva verde molhada,

A tarde tornou-se fria

Aquela casa isolada;

Quanta saudade eu sentia

Saudade da minha amada.

 

De repente escurecia

Minha alma entrou em pranto,

Não era noite era dia

Lá fora chovia tanto...

Meu Deus quanta agonia

Molhava-me os olhos o pranto.

 

A saudade caprichosa...

Não me deixava esquecer,

Olhava pro pé de rosas

Lembrava-me de você...

Nem estas flores formosas

Alegrou meu entardecer.

 







 

Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 25/10/2007
Alterado em 26/10/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Áudios Relacionados:
"TARDE TRISTE". - Antonio Hugo


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras