Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos


“A JUSTIÇA É CEGA, MAS NÃO É MUDA NEM SURDA”.
                      (Crônica).
Certo dia eu perguntei para o meu pai, porque dizem que a justiça é cega?
O meu pai me mostrou então uma foto do palácio da justiça em Brasília.
Deixou que eu olhasse sem nada me dizer, eu curioso via a foto de uma mulher com os olhos vendados... Eu observei atentamente a fotografia daquela mulher, logo então eu perguntei.
- Papai, quem é esta mulher?
Meu pai então me respondeu.
- É a dona Justiça...
Eu novamente perguntei.
- Mas porque ela está com os olhos vendados?
- Como alguém já lhe disse... Ela é cega.
- Mas eu já tenho visto varias pessoas cegas, e nenhum deles estavam com os olhos vendados.
Ele então me explicou.
- Meu filho, a justiça tem os olhos vendados para julgar com imparcialidade, ela julga baseada nos indícios, e não com a influência dos acusados.
Não é á toa que, há outro ditado, a justiça é para todos... Todos são inocentes até prove o contrário.
O tempo passou, até que um dia eu fiquei sabendo que, o cirurgião plástico que matou q sua amante, foi julgado e condenado, eu entendi que q lei é para todos, mas entendi também que, a justiça é para poucos, percebi isso quando fiquei sabendo que ele, responderia em liberdade.
 
 
Autor: Antonio Hugo.

 
Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 02/11/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras