Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos










“O SABIÁ DESPERTADOR 01”.

                

 

 

Parecia de propósito...

Nem um minuto passava,

Cinco e meia no relógio

O sabiá me despertava;

No quarto tinha uma janela

Bem ali ele ficava...

Sentado no pé de rosas

Todo prosa, ele cantava;

Saia do seu poleiro

Nem domingo ele faltava

Eu ligava a luz de fora

Então ele se aquietava,

Eu já tinha acostumado

Minha esposa reclamava;

Cinco e meia no dia seguinte

Ele outra vez retornava

Então eu ia pra sala...

Abria a janela e espiava,

Pegava então uma fruta

Na cestinha colocava...

No ganchinho da parede

A cestinha eu espetava

Junto da fruta ia água,

Ele então bebericava...

Enquanto eu escrevia

Comendo ele me olhava

Depois de comer e beber;

Para longe ele voava!







 

 

 

 

Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 28/08/2007
Alterado em 28/08/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras