Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos










“LAÇO DO AMOR”.

     (Prosa poética).

 

Por campos turvos imaginários,

Eu me embrenhava sozinho...

A procura de um abraço;

Um aconchego, um ninho...

Ia à procura da paz,

De um lugar bem mais capaz

De um amor verdadeiro...

Logo depois senti o cheiro

A beira do desespero

Eu almejava carinho...

Já no auge do cansaço

Eu alcançava os teus braços

Ali eu achei o meu ninho;

Desconfiei que fosse amor

Que o meu coração achou,

Mas ainda amava sozinho.

Um coração iludido

Pois fora ali sucumbido

Por laço e flecha de amor;

Atravessei o deserto

Pra buscar o coração certo

E a minh’alma achou...

A flor que desabrochou

Desfez o laço da dor;

Ao fértil laço do amor.







 







 

 

 

 

 

Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 04/07/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras