Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos








“RECORDAÇÕES DE UM BOIADEIRO”.
(Letra de música).
(Sertanejo).

Quando eu morava
Lá no meio do sertão,
Meu endereço
Era um ranchinho beira-chão,
Toda manhã quando saia atrás do gado
Com o meu cavalo baio
Protegido de um gibão...
Passava os dias
Vaquejando nas campinas
Era a minha sina
Com o meu laço na mão.

Mas à noitinha quando voltava pro rancho
Que era hora do descanso
A palhoça era o meu lar,
A violinha eu tirava da parede
Eu deitava em minha rede
E começava a cantar.

Hoje que vivo, num escritório sentado,
O quanto tenho lembrado,
Do lugar que era o meu chão;
Tenho conforto, mas só vivo preocupado,
Nunca mais tenho cantado
Já cheguei até chorar.
(Volta à primeira). 











Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 25/05/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras