Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos


“O INFINITO”.
      (Soneto).
 
Sob o manto estrelado
A minha rainha espera,
Eu sozinho enamorado
No jardim da primavera.
 
Fico um tanto encabulado
Sei que aos poucos, a mim viera,
Ai de mim, anjo malvado...
Pois maldigo, enquanto espera.
 
É tão lindo o infinito...
De tanto azul, o mais bonito,
Azul anil, manto dourado.
 
Redundante a mil conflitos
A esfera do meu grito,
Se me vejo alucinado.





 
Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 01/06/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras