Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos






“O SOAR DO CLARIM”.
              (Soneto).
 
 
Quando chega o fim do encanto
Finda o que dizia amor,
Hora de secar o pranto
Do piar do beija-flor.
 
Alguém vai chorar num canto
Despojar o seu pudor,
Outros apelam pra o santo
Outros choram a sua dor.
 
Tudo na vida tem fim
Até a flor de um jardim,
Tem o seu dia de murchar.
 
Quando o soar do clarim
De um anjo querubim,
Vier a nós, para anunciar.






Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 09/09/2012
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras