Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos






“LUAL”.
(Soneto).
 
 
Cosmos fragmento brilha
No espaço sideral,
Estrelas que formam trilha
Enfeitando o meu lual.
 
Olho o céu que maravilha
Olho a flor no meu quintal,
A lua que ali cintila
Começa o meu recital.
 
Da tristeza eu quero o inverso
Se rudez há retrocesso,
Eu vou seguir recitando.
 
Através deste universo
A minha alma assim confesso,
Sem asa o espírito voando.





Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 21/11/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras