Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos






“O GRILO E O POETA”.
           (Soneto).
 
 
Com um cavalo alado
Eu sonho enquanto sozinho,
Chuva que barulha no telhado
No pomar gorjeia um passarinho.
 
Toca o ritmo de um fado
Cancioneiro e o seu pinho,
Agora poeta acordado
Dedilhando um cavaquinho.
 
Eis que para de chover
Já começa anoitecer,
Pirilampos fazem festa.
 
Grilo não se deixa ver
Canta até me ensurdecer,
Parece estar na floresta.





Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 02/11/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras