Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos










“COMO FOI O SEU DIA”?
            (Mensagem).
 
O cidadão é tão feliz, quando é um simples agricultor... Quando ele sente o puro gosto, do verde legume que planta, chega até conversar com as suas plantações... Com as aves e com a chuva e o vento.
Ele é uma criatura de Deus, porém nem sabe; ele sequer sabe a força que tem... O valor que tem para Deus... Por ser simples. Dorme tarde e acorda cedo é tolerante com as crianças e os animais. Ele tem cara de bobo, mas nem ele sabe que é um sábio... Levanta da sua dura cama já assoviando, olhando para o céu e elogiando o dia, saudando os passarinhos, sem cerimônia pega um machado e vai cortar lenha, para a sua esposa cozinhar durante o dia, ele próprio faz o café, e cantarolando vai enfrentar o seu duro dia.
O seu trabalho é pesado, pena que não sente no seu bolso o peso do seu ganho, mas ele nem está preocupado com isso, pula pau e pedra, escorrega cai e levanta-se, recebe picada de formigas e pernilongos, a chuva cai à roupa ensopa, ele olha na direção do céu, ele não está pedindo nada para Deus, só está calculando pelo sol se já é meio dia.
Procura um pau seco que lhe sirva de lenha em casa, e o leva, ao chegar em casa é brincalhão com a criançada... Não fala ríspido com a esposa, olha para o fogão de lenha lá está um espetinho, a carne que nele se encontra pesa menos que o necessário para um homem faminto comer; mas tem que ser dividido com as suas cinco crianças e a sua companheira.
Sentam-se a mezinha de pau, tomam o vinho purificado por Deus, cujo nome é água, ceiam todos felizes, depois como de costume, agradecem a Deus.
No mesmo instante numa grande cidade qualquer, alguém desce de um belo carro, batendo a porta grita, que já está atrasado para voltar para o trabalho... Reclama do trânsito nas ruas, reclama pelos talheres estarem em lugares errados; manda dizer que não está, quando alguém o chama ao telefone, mas levanta-se desesperado, quando acidentalmente o alarme do seu carro dispara, não ouve o que o seu filho lhe conta sobre o seu dia na escola, tampouco pergunta para a sua esposa... Como foi o seu dia?








Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 24/09/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras