Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos










"TODAS AS MULHERES"


Mulheres... Ah! Amadas mulheres!
Aquela mulher mulata, tão cantada,
cantada na praia, de shorts ou de saia
de blazer... Ou simplesmente de biquini;
a mulher loira, a loiraça como a
chamam, com os seus olhos azuis, 
verdes, ou seja lá que cor tenha os seus 
olhos, são duas estrelas piscantes, que 
chamam a atenção de qualquer um; aí
vem à mulher negra, que com o seu 
poderoso charme, envenena o juízo de
qualquer mortal, ela esnoba preconceitos
porque tens a beleza sem igual, a morena
que tem o charme da Gabriela do Jorge 
Amado, que pisa fundo na areia, torce o
pescoço dos banhistas, e os fazem tomar
tapas das suas companheiras, tem aquelas 
da pele branquinha, que como uma Rainha 
destrói os corações; mulheres ruivas, que 
por si já é vistosa, são todas...
Mulheres! Gordinhas, magrinhas; ou
mulheres malhadas, mulheres quietas ou
assanhadas, mulheres tímidas... Mulheres
gostosas, cantadas sempre em versos e
prosa; mulheres que já deu nome em praias,
mulheres guerreiras que moram nos morros
que descem e sobem ladeiras.
São todas mulheres! São todas faceiras, eu
amo as mulheres!







Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 09/04/2006
Alterado em 22/07/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras