Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos










“SÓ LEMBRANÇA”

          (Carta).

 

Eu te escrevi tantas cartas, não sei se as suas mãos chegaram; não sei se você as leu... Ou se as cartas extraviaram.

Em todas eu dizia, te amo, em todas relatei passado, em algumas eu reclamo, de estar me deixando de lado.

Hoje eu cheguei em casa, não havia mais o seu cheiro, procurei em suas gavetas, no armário do banheiro... Por fim, eu peguei no sono, abraçado ao travesseiro.

Acordei na madrugada, a lua estava tão bela! O calor estava terrível, eu sentei-me na janela, recordei aquela noite, que ficamos a luz de velas; faltou luz então brincamos de príncipe e Cinderela; ah meu amor aquela noite... Jamais me esquecerei dela.

Foi à noite mais feliz, de toda essa minha vida, depois disso as minhas noites, foram sempre mal dormidas, amargurando a saudade, que sinto de ti querida.

Trocastes o nosso amor, por uma vida vazia... Não destes o devido valor, a quem tanto te queria; ainda amargo esse pranto, e, no entanto, você nem avalia, o quanto eu era só seu.

Você é inesquecível, ainda que, seja só lembrança.







Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 11/08/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras