Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Áudios

O VASO
Data: 26/01/2007
Créditos:
Autor: Antonio Hugo
Voz: Antonio Hugo
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.









“O VASO”
(Soneto).

Meu amor, e aquele vaso...
Que te ofertei com a flor,
Eu não te dei por acaso
Era o símbolo do amor.

Pintei nele um coração
Ao quebrá-lo, matou a flor,
O fiz com as minhas mãos
Fez pouco caso, e o quebrou.

O pé de flores silvestre
Eu o encontrei no agreste,
No meio daquele sertão.

Oh! Querida! Aquele vaso,
Que fizestes pouco caso...
Porque o quebrou então?!









Enviado por Antonio Hugo em 25/01/2007

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras